ASSEMBLEIA GERAL DA ABIGRAF

No último dia 24 de abril a ABIGRAF realizou sua 56ª Assembleia Geral Ordinária e também a sua 29ª Assembleia Geral Extraordinária. Na oportunidade foram apresentados os resultados da pesquisa sobre os impactos da Covid 19 na indústria gráfica. Para o presidente da ABIGRAF, Levi Ceregato, a crise provocada pela pandemia é a maior da história. “É como uma crise de 1929, com resultados devastadores para a economia, com desemprego e problemas de toda ordem. Só que invés da pólvora e da revolta nas ruas, temos um vírus mortal prejudicando todo o mundo”.

Para Levi Ceregato, a pandemia escancara a necessidade de uma campanha para levantar a bandeira do nacionalismo, valorizando o produto gráfico brasileiro e incentivando o mercado a se unir numa espécie de “ciclo virtuoso”, com todos os elos da cadeia produtiva prestigiando a indústria nacional. Opinião corroborada pelo presidente do Conselho Diretivo, Julião Flaves Gaúna, “Essa crise não tem precedentes em nossa história. Temos que partir para o enfrentamento dessa crise e não há outra saída a não ser a união de todos os empresários gráficos para buscarmos soluções que beneficiem todo o nosso setor”, afirmou.

Durante a assembleia extraordinária foi aprovada por unanimidade mudança no estatuto da ABIGRAF que estende até maio de 2021 o mandato da atual diretoria da entidade em razão da pandemia.