Cresce a importância econômica do setor florestal

O setor de árvores plantadas para fins industriais viu sua importância para a economia brasileira crescer, apesar do cenário de incertezas e dos juros altos e forte inflação impactarem nos custos das companhias do setor, segundo o Relatório Ibá 2016.

O PIB (Produto Interno Bruto) do setor alcançou R$69,1 bilhões no ano passado, um aumento de 3% em relação a 2014. Em relação ao PIB brasileiro, o setor de árvores plantadas fechou o ano de 2015 com 1,2% de representação em toda a riqueza gerada no País e 6,0% do PIB industrial.

“Uma das grandes razões para desempenho positivo é a manutenção de investimentos e pesquisas realizados pelas empresas florestais, que têm permitido ao setor manter-se na liderança mundial de produtividade e alcançar novos mercados”, explica Elizabeth de Carvalhaes, presidente-executiva da Ibá.

No ano passado, as associadas à Ibá investiram R$ 10,5 bilhões em florestas e unidades industriais, gerando 540 mil empregos diretos. O setor brasileiro de árvores plantadas também foi responsável pela geração de R$ 11,3 bilhões em tributos federais, estaduais e municipais em 2015, o que corresponde a 0,9% de toda a arrecadação do País.

Já as vendas de celulose, painéis de madeira e papel para o mercado externo permitiram ao setor alcançar uma receita de exportação de US$9 bilhões, aumento de 5,9% em comparação a 2014. Contribuíram, também, para o crescimento de 14,9% do saldo da balança comercial do setor, que fechou o ano de 2015 com recordo de US$ 7,7 bilhões.

Esses e outros dados sobre o desempenho do setor de árvores plantadas para fins industriais estão disponíveis no Relatório Ibá 2016.