06 de outubro de 2015

A indústria gráfica em revolução

Anúncios interativos em jornais e revistas, embalagens inteligentes, etiquetas logisticamente rastreáveis, protótipos tridimensionais que saem das impressoras direto para as fábricas, notícias que chegam impressas em produtos de consumo diário, como garrafas de leite. Não é ficção científica. Essas são algumas das saídas com que a indústria gráfica mundial reinventa-se para fazer frente ao avanço da comunicação eletrônica, assunto recorrente ao longo do 16º Congraf.

Apesar de abalada pela queda no consumo interno, pelas dificuldades de crédito e pela alta do dólar, desfavorável à compra de maquinários e insumos, a indústria gráfica brasileira debruçou-se durante três dias em cases e palestras nacionais e internacionais que apontaram soluções criativas para o futuro. “Enquanto muitos já consideravam que a indústria gráfica vivia seus últimos capítulos, ela mostra que, longe de pertencer ao passado, continuará indispensável como coadujvante de outros segmentos econômicos e do dia a dia da população”, afirma Levi Ceregato, presidente da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (ABIGRAF Nacional), organizadora do evento.

Noticias Relacionadas

23 de fevereiro de 2024

Ibá e Abigraf iniciam campanha nacional de arrecadação de livros

Até o início de abril, entidades do setor de árvores cultivadas e da indústria gráfica recolherão títulos de diversos gêneros como forma de contribuir para a 3ª edição do projeto #CirculeUmLivro São Paulo, 23 de fevereiro de 2024 – Entre […]

Leia mais
23 de fevereiro de 2024

Está disponível a edição 319 da Revista ABIGRAF

Confira mais detalhes sobre o conteúdo da nova edição e fique por dentro das novidades do setor e do ponto de vista de especialistas sobre temas atuais e de suma importância para nosso segmento!

Leia mais
23 de fevereiro de 2024

Vereadora Janaina Lima participa da reunião da Abigraf e Sindigraf-SP

A reunião mensal de diretoria da Abigraf / Sindigraf-SP contou com a presença da vereadora Janaina Lima.

Leia mais