30 de junho de 2023

Ibema lança papelcartão Ibema Naturale com fonte renovável e 70% menos químicos

A Ibema anunciou o Ibema Naturale, papelcartão de alta rigidez produzido com fonte renovável e 70% menos adição de químicos. O produto oferece alta rigidez e é ideal para embalar alimentos de fast food, delivery e takeaway, além de cosméticos e itens de higiene pessoal e do lar destinados ao e-commerce.

Recentemente, pesquisadores de instituições dos Estados Unidos, Austrália, Suécia e Chile descobriram que os oceanos do mundo estão poluídos por cerca de 171 trilhões de partículas de plásticos. Reunido, o material pesaria cerca de 2,3 milhões de toneladas. O estudo “A growing plastic smog, now estimated to be over 170 trillion plastic particles afloat in the world’s oceans – Urgent solutions required” (“Uma crescente poluição de plástico, agora estimada em mais de 170 trilhões de partículas de plástico flutuando nos oceanos do mundo – Soluções urgentes necessárias”, em tradução livre) foi publicado em março deste ano na revista científica PLOS ONE.

Os cientistas alertam que se políticas imediatas de contenção não forem colocadas em prática, a taxa de plásticos que chegam aos oceanos pode aumentar cerca de 2,6 vezes até 2040. Destaque-se que a maior parte do lixo que acaba nos mares vem da terra, mas uma porcentagem significativa, ainda que pequena, é oriunda de equipamentos de pesca e de materiais perdidos ou despejados diretamente nos oceanos. As consequências citadas pelos pesquisadores incluem riscos à vida marinha e liberação de produtos químicos tóxicos na água.

“Pesquisas como essa reforçam a urgência de substituirmos o plástico por materiais mais sustentáveis, que promovam alta performance ao mesmo tempo que geram resíduos com maior taxa de reciclagem e biodegradação mais rápida”, afirma Diego Gracia, gerente de Marketing e Estratégia da Ibema Papelcartão.

A afirmação é corroborada pela percepção dos consumidores. Ano passado, o Mercado Livre divulgou o estudo “Tendências de consumo online com impacto positivo”, elaborado com base em dados da plataforma referentes ao período de abril de 2021 a março de 2022 e a compras realizadas no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México. No período, 4,3 milhões de consumidores adquiriram mais de 7,3 milhões de produtos sustentáveis ou de impacto positivo, que geram benefícios socioambientais ou reduzem os impactos no meio ambiente.

Alguns exemplos são composteiras, iluminação à base de LED, eletrodomésticos com alta eficiência energética, bicicletas e cápsulas de café recarregáveis. O Brasil responde por parcela significativa desse mercado: 40%.

Mas para que um produto seja verdadeiramente sustentável sua embalagem também precisa seguir essa lógica. Foi com o objetivo de oferecer um produto que conversasse com o mundo sustentável e mantivesse a experiência de consumo intacta que a Ibema desenvolveu o Ibema Naturale.

“No contexto no qual vivemos, o consumidor quer experiências totalmente sustentáveis, da embalagem até o produto. O Ibema Naturale, junto dos outros produtos sustentáveis da empresa, foi lançado para abrir o diálogo com esse novo mundo, pautado pela sustentabilidade, e com esse consumidor mais consciente, que ganha cada vez mais espaço e poder de compra”, pontua Diego.

Fonte: assessoria de imprensa

Noticias Relacionadas

23 de fevereiro de 2024

Vereadora Janaina Lima participa da reunião da Abigraf e Sindigraf-SP

A reunião mensal de diretoria da Abigraf / Sindigraf-SP contou com a presença da vereadora Janaina Lima.

Leia mais
23 de fevereiro de 2024

Trabalha no segmento de livros? Então não perca o curso “Negócio do livro: as responsabilidades e obrigações da gráfica”!

No dia 26 de março, das 9h30 às 11h30, a ABIGRAF Regional São Paulo e o Sindigraf -SP estarão oferecendo um curso imperdível para todas as empresas de impressão que atuam no segmento editorial e do livro.

Leia mais
23 de fevereiro de 2024

ABIGRAF Nacional participa de Missão empresarial na Índia

A ABIGRAF Nacional marcou presença na “Missão empresarial” organizada e financiada pela FIEMS (Federação das Indústrias do Estado do Mato Grosso do Sul). A viagem aconteceu de 1º a 11 de fevereiro e contou com a participação de 20 empresários sul-matogrossenses.

Leia mais