10 de maio de 2024 Sem categoria

Fedrigoni divulga seu balanço de desempenho para 2023

O Grupo Fedrigoni – entre as maiores empresas do mundo no setor dos rótulos e dos materiais autoadesivos de qualidade superior, dos papéis especiais, das embalagens de luxo e outras soluções criativas, de RFID e outras soluções relacionadas – encerrou 2023 com um faturamento proforma de 1,8 bilhões de euros (os dados proforma incluem a contribuição de 12 meses da Tageos e Arjowiggins China e excluem o negócio de materiais para escritório, atualmente à venda), com uma queda de 11% em relação aos resultados recordes de 2022 (2 bilhões de euros calculados na mesma área geográfica) mas com margens em aumento.
1 Os dados relativos ao 1Q 2024 devem ser considerados como preliminares, pois estão sujeitos a revisão e alteração.

De fato, o EBITDA proforma aumentou 8% dos 314 milhões de euros em 2022 a 338 milhões em 2023 (com um EBITDA Margin de 15,4% a 18,7%), demonstrando a solidez e a rentabilidade da empresa, apesar da flexibilização das vendas e dos volumes em ambos os negócios da multinacional.

Um dos principais fatores na estratégia de crescimento é a escala cada vez mais global do Grupo em termos de presença de escritórios e fábricas em 28 países e em termos de diversificação dos lucros, sendo 21% do mercado italiano, 49% da Europa e 30% do resto do mundo.

2024 iniciou com sinais de otimismo: o primeiro trimestre registrou um crescimento de volumes em ambas as unidades de negócio, com um lucro estimado em 470 milhões de euros, com um crescimento de 10,9% em relação ao 4Q 2023 e 2,4% em relação ao 1Q de 2023. O EBITDA estimado é de 81 milhões de euros, com um aumento de 5,7% em relação ao 4Q de 2023 e de 16,9% em relação ao 1Q de 2023. Os resultados dos últimos 12 meses também são positivos (abril de 2023 a março de 2024), com um lucro proforma estimado pelo Grupo em 1,825 milhões, um EBITDA proforma estimado em 356 milhões e um EBITDA margin equivalente a 19,5%.

Hoje, a Fedrigoni emprega 5.500 pessoas em 28 países, possui 73 fábricas e centros de corte e distribuição e mais de 25.000 produtos distribuídos em 132 países; é o principal player global em papéis especiais para embalagens de luxo e rótulos de qualidade superior para vinhos, o terceiro player mais significativo no mercado de rótulos autoadesivos e o segundo em papéis de arte e design.

“2023 foi um ano de grande volatilidade, determinado pela instabilidade geopolítica, excesso de estoque em muitas cadeias de valor e um contexto macroeconômico desfavorável”, comentou Marco Nespolo, diretor executivo da Fedrigoni. “Apesar disso, continuamos a ganhar quotas de mercado em todos os setores e em todas as áreas geográficas, encerrando o ano com resultados financeiros estáveis, e demonstramos  mais uma vez a resiliência do nosso modelo de negócios. A agilidade dos processos e a atenção à inovação, à sustentabilidade, à excelência dos produtos, à aproximação ao cliente e à aquisição de novas competências e tecnologias, suportadas pela experiência e paixão dos nossos funcionários, permitiram-nos reforçar ainda mais a nossa posição de player de referência a nível mundial. Olhando para 2024, acrescenta Nespolo, o primeiro trimestre teve um início positivo, com um aumento da demanda. Todavia, encontramo-nos ainda em um contexto de mercado fortemente volátil e de grande instabilidade política em razão dos conflitos mundiais nos quais agilidade e adaptabilidade são fundamentais: na nossa opinião, esse andamento anormal do mercado caracterizará os próximos anos, com grandes oscilações dos pedidos, portanto será necessária muita flexibilidade”.

O grande foco no plano industrial levou a Fedrigoni a não desistir das suas estratégias de crescimento, apesar da diminuição da demanda do ano passado. Entre o final de 2023 e os primeiros meses de 2024, foram concluídas quatro operações de M&A em três continentes e duas operações financeiras que melhoraram ainda mais a sólida estrutura patrimonial.

Com relação à estrutura de capital, no início do ano, a Fedrigoni concluiu com sucesso, e com condições mais favoráveis, o refinanciamento de um empréstimo obrigacional com taxa variável de 665 milhões de euros e aumentou de maneira significativa a própria liquidez através de uma operação de venda e relocação das próprias fábricas.

Essas operações financeiras permitiram liberar recursos e concluir mais rapidamente as M&A. O Grupo consolidou a aquisição do Centro de Pesquisa e desenvolvimento da Voiron na França e da fábrica da Arjowiggins China, especializada na produção de papéis translúcidos (ambas já fazem parte do Grupo Arjowiggins), e foram adquiridos alguns ativos da Mohawk, segunda empresa no setor dos papéis na América do Norte. Enfim, a Fredigoni adquiriu – no âmbito do seu programa de fundo de capital de risco – uma participação de minoria na SharpEnd, startup britânica especializada nas soluções IoT e relacionadas.

Sustentabilidade

A estratégia da Fedrigoni está focada em objetivos ambiciosos e no empenho constante para com a sustentabilidade, que vê como um dos maiores desafios aquele da transição energética, sendo objetivo do Grupo alcançar a neutralidade carbônica até 2050.

A abordagem da multinacional, denominada “Making Progress”, prevê um elenco de objetivos a serem alcançados até 2030, traçando de maneira rigorosa, granular e transparente todos os progressos: da redução de 30% das emissões de CO₂ (objetivo aprovado pela SBTI), ao consumo de água (com o objetivo de reduzir 10% em termos de captação, restituindo 95% de água limpa ao ambiente), da gestão dos resíduos sob o ponto de vista da circularidade total (objetivo zero resíduos enviados para o aterro sanitário), a uma oferta de produtos que prevê 100% de papéis especiais recicláveis certificados Aticelca e materiais autoadesivos apropriados para a reciclagem ou a reutilização certificados Recyclass. No âmbito social, a prioridade se refere à prevenção dos acidentes (em 2023, a nível de Grupo, o índice de frequência diminuiu 17,7%, passando de 13,3 para 11), a redução da diferença de gênero (para chegar a 35% de mulheres em cargos de diretoria) e a promoção de um ambiente inclusivo e de aprendizagem para os 5.500 funcionários da empresa.

Pelo segundo ano consecutivo, a empresa internacional Ecovadis reconfirmou o Rating Platinum, que posiciona a Fedrigoni naquele 1% das empresas do mesmo setor industrial em termos de desempenho ESG, concedendo outro reconhecimento com a certificação de Líder na categoria Gestão do Carbono. Além disso, a S&P Global colocou o Grupo no Sustainability Yearbook 2024, que inclui apenas 8% das mais de 9.400 empresas avaliadas na Corporate Sustainability Assessment 2023.

Noticias Relacionadas

24 de maio de 2024 Mercado Gráfico

ABIGRAF e Livros para Todos promovem campanha de arrecadação de livros para o Rio Grande do Sul

    A ABIGRAF (Associação Brasileira da Indústria Gráfica) e o projeto Livros para Todos (portal online para estudo, pesquisa, divulgação e promoção do livro e do hábito da leitura) estão realizando uma campanha de arrecadação de livros para o […]

Leia mais
20 de maio de 2024 Mercado Gráfico

AccurioLabel 400 será o grande destaque da Konica Minolta na Flexo & Labels Expo 2024

  De 25 a 28 de junho, a Konica Minolta participará da Flexo & Labels Expo 2024, evento focado no segmento de flexografia, rótulos e etiquetas autoadesivas que acontecerá no Distrito Anhembi, em São Paulo. E, para os quatro dias […]

Leia mais
30 de abril de 2024 Mercado Gráfico

Com grande stand e inovação, Konica Minolta prepara-se para receber clientes brasileiros na Drupa 2024

 Foco na empresa no maior evento gráfico do mundo é o crescimento sustentável das empresas por meio da tecnologia digital inovadora     De 28 de maio a 7 de junho, a Konica Minolta participará na Drupa 2024, maior evento […]

Leia mais